Posts made in julho, 2016

Para iniciarmos mais uma semana – Angra dos Reis

centro

Read More

Hotel Londres –

hotel londres2

Read More

Cine Araribóia – Angra dos Reis

jornal final1

Read More

O Encouraçado Aquidabã nas suas 3 fases de construção

Histórico
Lançado em 14 de agosto de 1885, seu primeiro comandante foi o Capitão de Mar e Guerra Custódio José de Melo. Em 16 de abril de 1894, durante a Revolta da Armada, na barra norte de Florianópolis (Anhatumirim), foi afundado parcialmente por um torpedo lançado pelo Contra Torpedeiro Gustavo Sampaio. Posto a flutuar e parcialmente reparado, foi levado para os estaleiros Vulcan, em Stettin na Alemanha, e Elswik, em New Castle no rio Tyne na Inglaterra.

 

carambaaaa

Em 1906 fazia parte da 1ª Divisão Naval, quando realizou uma viagem à Ilha Grande para “exercícios de telegrafia sem fio. Na tarde do dia 21 recebeu ordem para seguir com o Cruzador “Almirante Barroso” que transportava uma

 
comitiva com a função, de inspecionar a Baía de Jacuacanga para a escolha do local de montagem do Arsenal de Marinha. Às 22:15, quando estava fundeado na enseada de Jacuacanga, uma tremenda explosão estremeceu o navio foi e em menos de 5 minutos.
A causa da explosão nunca foi totalmente comprovada o mais provável é que tenha sido o Cordite, um explosivo instavél que também vitimou outras embarcações.

 

aquidabc3a3-in-drydock-of-cobras-island-note-torpedo-hole

A Explosão e o rápido afundamento, causaram a morte imediata de 112 pessoas. Entre os mortos: os Contra-Almirantes Rodrigues da Rocha, Cândido Brasil e Calheiros da Graça.
Após o naufrágio o local do sinistro foi marcado com bóias e logo escafandristas começaram
o trabalho de resgate, retirando da água corpos deformados, roupas e utensílios. Três
relógios encontrados ajudaram a estabeler a hora aproximada da explosão. O do capitão Santos Porto marcava 22h42; o do segundo tenente Enéas Cadaval, 22h45; e do Almirante Calheiros 22h47.

 

 

CroqAquidb2

 

Os três relógios encontrados no fundo do mar dão a hora aproximada da tragédia
11
 

 


DADOS BÁSICOS

Nome do navio: Aquidabã *
Data do afundamento: 22.01.1906

LOCALIZAÇÃO

Local: Angra dos Reis UF: RJ. País: Brasil
Posição: Ponta da Jacuacanga.
Latitude: 23° 02′ 541 Sul. Longitude: 044° 15′ 181 West.
Profund.mínima: 15 metros Profund. máxima: 20 metros
CONDIÇÕES ATUAIS: desmantelado.
DADOS TÉCNICOS
Nacionalidade: Brasileira
Ano de Fabricação: 1885
Estaleiro: Samuda Brothers
Armador:Marinha do Brasil
Comprim: 80,4 metros Boca: 15,86 metros Calado: 5,48 metros
Tipo de embarcação: encouraçado
Material do casco: aço Propulsão:hélice
Carga:18 Toneladas: material bélico.
MOTIVO DO AFUNDAMENTO: explosão
* Embora existam registros para Aquidaban”, o nome correto “de registro é Aquidabã.

 

a090-f11

 

 

 

Descrição
O navio está partido em diversos pequenos segmentos da proa a popa, com continuidade; o casco encontra-se ligeiramente adernado para bombordo.
A proa esta totalmente adernada, nela pode ser visto no convés, o orifício do escovêm e parte do reforço de proa. Sob a estrutura da proa pode ser feita uma pequena penetração.
Tanto por bombordo, como por estibordo, podemos seguindo os ferros, contornando a embarcação.
Em direção a popa, encontramos um segundo agrupamento de ferros, onde está a torre cônica de uma das metralhadoras.
A meia nau, encontrarmos uma boa secção de casco e a grande torre do canhão de 203 mm. O formato é de um bolo de noiva adernado para bombordo. No centro da torre do canhão uma grande abertura retangular e uma escotilha de acesso ainda com a tampa aberta. Um dos canhões ainda preso a torre e aponta para o fundo lodoso.

aquidaban-brazilian-navy_lc-d4-21113

No centro da embarcação (parte mais rasa), estão as três grandes caldeiras (três fornalhas), uma delas, totalmente descoberta e as outras parcialmente soterrada por destroços, abaixo das caldeiras encontra-se grande quantidade de ferros, porém a água é freqüentemente turva.
Das caldeiras para a popa, são encontrados estruturas metálicas que se projetam para a superfície; tratar-se do local onde ficavam as máquinas que foram retiradas nos trabalhos de resgate.
Atrás dessa estrutura encontramos uma grande bacia que chega ao fundo de areia, nesse local estava o canhão de popa, que também foi retirado. Ainda pode ser visto o sistema de rotação do canhão, formado por uma grande cinta, onde estão fixadas diversas roldanas.
O casco de estibordo está praticamente integro de proa a popa, nele estão presas muito redes e ele está coberto por grandes gorgônias.
A popa mergulha suavemente no lodo até desaparecer.
Read More

Mais algumas fotos que remetem a identidade de nossa cidade – Angra dos Reis

arariboia porto_2 arariboia

Read More

Nossa Angra dos Reis está perdendo a identidade

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), default quality

1_1

Read More
%d blogueiros gostam disto: